Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Gaza milionária!

Amigos e amigas.
Volto a este assunto por causa desta notícia, que mostra a crueza, a sordidez e a hipocrisia do "estado judeu" contra todos aqueles que tentam burlar seu sistema de aprisionamento dos palestinos na Faixa de Gaza para levar ajuda humanitária. No texto abaixo, a desfaçatez é a tônica, afirmando que Gaza é uma região privilegiada, com riquezas e pujança que poucos países possuem.

Dêem uma lida (ou relida) seguindo os links propostos e acessem a notícia do link acima para complementar. Parênteses em azul são meus.
FAB29

Resultado de imagem para A taxa de pobreza em Gaza é de 16%
Da canetada da ONU em 1947 às espoliações de terras subseqüentes,
muitas covardias judaicas, com a complacência da humanidade.
"Os leitores regulares têm visto essas (terríveis) histórias/fotos antes sobre Gaza. Agora, o pessoal do 'The Religion of Peace' gentilmente coloca-nas todas juntas em uma visão concisa do que a vida realmente é para o povo de Gaza. Pró-Palestinianos/ativistas anti-Israel: prestem atenção.

Após a retirada unilateral das forças de segurança de Israel, em 2005, ninguém pode alegar que a Faixa de Gaza é "território ocupado"Na verdade, o único sítio a que o povo de Gaza está submetido é o que eles trazem em si mesmos  (Nem 'sitiado' pode? Vão dizer que os palestinos podem ir e vir normalmente?). Seu governo usa ajuda humanitária doada para contrabandear foguetes, que são disparados contra centros populacionais israelenses. (Mas, de onde vem o dinheiro pra sustentar tanta pujança?) Quando isso falha em provocar conflito em Israel, terroristas palestinos cruzam a fronteira e tentam seqüestrar ou matar israelenses em sua própria terra (Que os palestinos afirmam, com razão, ser deles).

Da mesma forma, não há absolutamente nenhuma fome em Gaza. Os palestinos recebem enormes quantidades de assistência gratuita vindas do resto do mundo (Então, israel não bloqueia com violência as tentativas de ajuda humanitária aos palestinos? Tá bom!) e são tão bem alimentados que os territórios são, na verdade, o oitavo "país" com mais obesos no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. (Incríveis dados de 2003! Pela ordem: Líbano, Catar, Kwait, Panamá, EUA, Chipre e Arábia, sendo Inglaterra, em 11º, e Alemanha, em 12º, os grandes europeus mais bem colocados! A Europa se alimenta mal ou só está de dieta?)

Quando se trata de Gaza e da vida dos palestinos "refugiados", a diferença entre o mito e a realidade é tão dramática que a percepção quase se torna realidade em sua cabeça. Saúde e qualidade de vida nos territórios são muito superiores à média da maior parte do mundo - e não apenas onde as pessoas mais estão precisando, como a África, mas, mesmo em países desenvolvidos, como China e áreas da América do Sul.

A taxa de pobreza em Gaza é de 16% - aproximadamente igual à Espanha, Alemanha e Califórnia. A taxa de pobreza é realmente maior na Grécia, a maior parte da UE, e até mesmo partes dos Estados Unidos, como Washington DC. Como o pesquisador Daniel Greenfield apontou, em 24%, que a taxa de pobreza em Israel, na verdade, é 50% maior do que em Gaza! (Daí, verificamos no ranking da pobreza deste link que Gaza está em 43º e israel, em 102º. Além do mais, por que Israel vive se gabando de sua invejável qualidade de vida - saúde, educação, tecnologia,...?)

Os moradores de Gaza recebem ajuda alimentar por mês per capita mais livre do que qualquer outra pessoa no mundo (Há dados que provam que os israelitas recebem mais dinheiro que qualquer outra pessoa no mundo em ajuda estadunidense) incluindo aqueles que vivem em regiões atingidas pela fome. A Somália, por exemplo, recebe, em média, sete vezes menos em ajuda. O Zimbábue, com uma expectativa média de vida de 46 anos, também recebe cerca de sete vezes menos em ajuda alimentar do que a média do residente de Gaza - que tem uma expectativa de vida de 73 anos (ainda maior do que na Rússia, Malásia e no vizinho Egito) (Se nenhuma bomba ou tiro os pegarem).

Parece que, enquanto os palestinos mostram um lado para visitantes crédulos e os meios de comunicação internacionais, os contribuintes ocidentais estão subsidiando realmente algo completamente diferente." (Fala-se o mesmo de Israel. Mas vejam neste link de um baba-ovos de 'estado judeu' o quanto é "livre e agradável" morar em Gaza sob estreita vigilância israelita).