Quando a alma deseja

A PALAVRA SÓ É LIVRE QUANDO FLUI PARA DENTRO DA MENTE, DO CORAÇÃO E DA
ALMA SEM RANCORES, DISTORÇÕES E FALSIDADES.

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.

Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito.

Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos.

Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.

Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.

Mas, depois de muita análise e observação, se você vir que algo concorda com a razão

e conduz ao bem e ao beneficio de todos, aceite-o e viva-o."

Sidarta Gautama (Buda)


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Motivações sórdidas

Amigos e amigas.
É fato inatacável que as corrupções ativa e passiva são endêmicas mundialmente. Não é possível encontrar uma instituição que não as abrigue em seu seio. É o parasitismo que constantemente as ceva, pois ele só prospera em meio ao caos, à destruição, à carnificina, às ruínas. E assim como nós precisamos constantemente nos limpar e organizar para não sermos vítimas dos parasitas naturais, precisamos fazer o mesmo com os parasitas humanóides que são muito mais nocivos que os naturais.

Pegando o exemplo recente da Odebrecht, que está sendo hipocritamente considerada pelo FBI (que nobre referência, não?) como "o maior caso de corrupção do mundo"! É claro que há corrupção lá (há também nas igrejas, nas sinagogas, nas mesquitas, nos pagodes,...), mas os motivos para os EUA quererem a todo custo derrubá-la são dos mais sórdidos. Vejam só:

Os EUA, o Brasil e a Odebrecht

(Os links estão no final do texto) A Odebrecht é a principal empreiteira do ProSub, programa criado pelo Lula, para construção do primeiro submarino nuclear brasileiro para proteger o pré-sal. Os EUA sempre foram contra. Os EUA não reconhecem na ONU as 200 milhas náuticas da costa brasileira. Pode chupar o petróleo do pré-sal na costa brasileira a hora que bem entender. Só não faz porque não domina a tecnologia de extração de petróleo em grandes profundidades. A Petrobras é a única petroleira no mundo que domina essa tecnologia. Privatizando a Petrobras, terão acesso à essa tecnologia. Depois da Lava Jato, o ProSub será administrado por uma empresa dos EUA, a General Eletric. Isso poderá dar confusão porque a tecnologia do submarino nuclear é francesa. A França transferiria ao Brasil toda a tecnologia do submarino. Não sei se a França vai gostar que uma empresa dos EUA tenha acesso aos segredos dessa tecnologia.

A Odebrecth é a principal empreiteira do Porto de Mariel em Cuba que os EUA sempre foram contra. Agora os EUA, para não ficar para trás, resolveram fazer parte do Porto de Mariel que fica a 180 km da costa da Flórida.

A Odebrecht seria a principal empreiteira do Canal da Nicarágua que ligará o Atlântico ao Pacífico -- ao lado do Canal do Panamá que é controlado pelos EUA -- bancado pela China: US$ 40 bilhões. Os EUA são contra. Ao contrário do Canal do Panamá que só permite a passagem de 1 navio de cada vez e não suporta o calado de superpetroleiros, o Canal da Nicarágua suportará até 5 superpetroleiros passando ao mesmo tempo e tem profundidade suficiente para suportar o calado de um grande navio tanque.

A Odebrecht seria a principal empreiteira da ferrovia Binacional que ligaria o Brasil ao Pacífico passando pelo Peru. Os EUA são contra.

Depois da Lava Jato, a Odebrecht teve que vender para empresa de Israel, maior aliado dos EUA, a Mectron, empresa do grupo Odebrecht, que fabrica mísseis terra-ar, mar-ar, mar-terra, terra-terra. Os EUA sempre foram contra a construção de mísseis no Brasil.
"Lava Jato: Estrada do Pacífico está na mira do MP do Peru"

"Em 2016, depois que a Odebrecht foi quebrada pela Lava Jato. Olha qual país vai comprar a empresa de mísseis da Odebrecht e de qual país é o principal aliado:
"Odebrecht negocia com israelenses venda de empresa do setor de defesa"
http://jornalggn.com.br/…/odebrecht-negocia-com-israelenses…

"EXÉRCITO BRASILEIRO AVALIA NOVOS MÍSSEIS DA ODEBRECHT"

"Odebrecht Defesa e Tecnologia fornece mísseis EXOCET AM-39 para helicópteros EC725 da Marinha do Brasil"
http://www.odebrecht.com/…/odebrecht-defesa-e-tecnologia-fo…

"BEM-VINDO A BORDO DO PROSUB-EBN"

Defender a soberania, integridade territorial e interesses marítimos do País. Essa é a missão constitucional da Marinha do Brasil, que por meio do Prosub - Programa de Desenvolvimento de Submarinos, produzirá o primeiro submarino de propulsão nuclear do Brasil e outros quatro submarinos convencionais.

A realização deste objetivo começa com a construção de um Estaleiro e uma Base Naval, realizada pela Odebrecht."


Agradecimentos ao amigo Carlos "Dé-réal" Cobalto (https://desatracado.blogspot.com.br/).
FAB29

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Benefícios Nacional-Socialistas

Amigos e amigas.
Com tudo o que se diz contra a Alemanha de Hitler e toda a proibição mundial (tácita ou imposta legalmente) de se debater o assunto condignamente, saltam aos olhos pérolas como as que podem ver abaixo. Nem o mais ferrenho talmudista consegue negar (omitir, sim) os avanços monumentais (os maiores da História humana) que o líder NS conseguiu para a Alemanha pós-1ª Guerra, que estava falida e vivendo havia mais de uma década numa ciranda financeira calcada na usura sionista, o que a fez afundar numa inflação estratosférica.

A Verdade dos fatos é um dever universal e um direito inatacável para todos que a desejarem. Deste modo, convido-os a conhecer alguns benefícios para a humanidade provindos das ações que Hitler providenciou ao povo alemão que tanto o idolatrava, o que vem a comprovar o ditado: "O Diabo não é tão feio quanto se pinta".
FAB29

Proibição de Vivissecção 

A Alemanha Nacional-Socialista foi o primeiro país a proibir a vivissecção (dissecação de animais em vida) no mundo, decretando a proibição nacional em abril de 1933. A medida para proibir a vivissecção era uma preocupação enorme e foi apresentada ao Reichstag já em 1927. A alta patente NS - como Hermann Göring, Heinrich Himmler e Adolf Hitler - estava muito preocupada com a preservação animal, particularmente pertinentes sobre a forma como os animais eram massacrados. Leis mais atuais na Alemanha (e mesmo do mundo) são derivadas das leis apresentadas pelo Partido Nacional-Socialista.

Hermann Goring, que foi estabelecido como o primeiro-ministro da Prússia, pronunciou:

"Uma proibição absoluta e permanente sobre a vivissecção não é apenas uma lei necessária para proteger os animais e para mostrar compaixão com sua dor, mas é também uma lei para a própria humanidade (...) Tendo, portanto, anunciado a proibição imediata da vivissecção, fazendo-se a prática delito punível na Prússia. 
Até que a punição seja pronunciada, o culpado deve ser apresentado em um campo de concentração."

Preservação de animais

Quando o Partido Nacional-Socialista chegou ao poder em 1933, suas preocupações não só tinham relação com pessoas, mas com os animais nativos da Alemanha. Em 1934, uma lei de caça nacional foi passada para regular o modo como muitos animais poderiam ser mortos por ano e para estabelecer "as temporadas de caça" adequadas. Essas leis de caça já foram aplicadas na maioria dos países ocidentais.

Esta lei era conhecida como Das Reichsjagdgesetz, a Lei do Reich de Caça. O Reichstag também sancionou o projeto de lei para a educação na preservação de animais em níveis primários, secundários e superior. Além disso, em 1935, outra lei foi aprovada, o Reichsnaturschutzgesetz (Ato de proteção da Natureza pelo Reich). Tal lei colocou várias espécies nativas em uma lista de preservação, incluindo o lobo e o lince eurasiático. Emendas foram acrescentadas mais tarde, como a arborização e o abate predatório de peixes vivos.

Sem essas leis, é muito provável que algumas espécies já tivessem desaparecido completamente das florestas da Alemanha.

Movimento antitabagista


Há rumores de que Adolf Hitler era tão contrário ao fumo a ponto de não permanecer no mesmo ambiente com alguém fumando e, muitas vezes, defender a oposição como desperdício de dinheiro. Assim, ele começou um dos movimentos antitabaco mais caros e eficazes da História. Enquanto durante os anos 1930 e 1940, outros movimentos fracassaram em outros países, foi levado a sério na Alemanha NS.

O Nacional-Socialismo proibiu o fumo em restaurantes e sistemas de transporte público, citando a saúde pública, e severamente regulamentou a publicidade de fumo e cigarros. Criou-se, também, um alto imposto sobre o tabaco e os suprimentos de cigarros para a Wehrmacht foram racionados. Várias organizações de saúde na Alemanha NS alegavam que o tabagismo aumentava os riscos de aborto, hoje em dia, fato comprovado.

As estatísticas de consumo de cigarros per capita anual a partir de 1940 eram, na Alemanha, de apenas 749, enquanto os americanos fumavam mais de 3.000.

A imagem acima diz: "Se não consumi-lo, ele [o cigarro] o fará!

Programas sociais

A Alemanha NS teve um dos maiores programas de bem-estar público na História, baseado na filosofia de que todos os alemães devem compartilhar um padrão de vida.

Um dos mais famosos deles foi o Programa de Assistência de Inverno, onde NS de alto escalão, assim como cidadãos comuns, saíam às ruas para coletar donativos para os mais necessitados. Esta não foi apenas uma jogada de propaganda extremamente inteligente, mas também um ritual para gerar boa relação social em geral para com aqueles em necessidade. Cartazes pediam às pessoas para doar ao programa ao invés de dar diretamente aos pedintes. Joseph Goebbels, ele mesmo uma elevada patente NS no controle de Rádio, Televisão e Propaganda, muitas vezes, participou desses eventos.


O Fusca! 

A palavra Volkswagen, como já cantava o Falcão, significa "Carro do Povo". Este veículo foi apresentado como um carro que todo cidadão alemão podia se dar ao luxo de comprar. Foi com base no parecer de Hitler ao projetista que a aparência do carro devia se assemelhar a um besouro. O carro foi um enorme sucesso (disponibilizado para os cidadãos do Terceiro Reich através de um regime de poupança de 990 Reichsmark - preço de uma moto pequena), mas no final da guerra os recursos eram baixos e disponibilidade pública diminuiu. O Volkswagen tornou-se mais um veículo militar no fim do Terceiro Reich.

No entanto, isto não impediu que fosse um dos veículos mais populares do mundo, conhecido por sua confiabilidade, design elegante (embora alguns possam questionar) e facilidade de uso.

Complexos rodoviários (Auto-bahn)

Apesar de não ser originalmente concebida pelos Nacional-Socialistas, Hitler era um grande entusiasta da idéia e impulsionou o país para a maior rede de estradas a ser construída. Estabelecido como o sistema de auto-estrada em primeiro lugar no mundo, as rodovias deram um salto revolucionário de engenharia, mudando para sempre a maneira dos seres humanos viajarem. Centenas de países adotaram o sistema de Hitler, pondo-o em prática, incluindo Estados Unidos e Grã-Bretanha. Fizeram de uma só vez a maior rede de rodovias do mundo, com estradas que se estendem por todo o país, incluindo outros países, como a Áustria.

A construção destas estradas não eram apenas revolucionárias em si mesmas, já que forneciam mais de 100.000 empregos necessários para os esforços de recuperação econômica. Foi um golaço do partido de Hitler para tentar trazer o país a um senso de unidade através do sistema viário e, na maioria das vezes, bem sucedido. Aeroplanos já foram testados ao longo dos trechos retos e lisos da estrada e equipes de corrida Grand Prix são conhecidas por praticar neles.

Pai de moderna tecnologia para foguetes.


O homem que inventou os foguetes como os conhecemos hoje, Werner Von Braun, era um membro do Partido NS e Diretor Schutzstaffel comissionado. Ele ajudou a Alemanha e os Estados Unidos no uso de foguetes durante e após a 2 ª Guerra Mundial e, eventualmente, se tornou um cidadão naturalizado nos EUA.

Embora tenha sido pioneiro em muitas áreas, incluindo a instalação de foguetes de combustível líquido em aeronaves e órbita para mísseis-terra, ele é mais conhecido por suas realizações na NASA.

Seu melhor resultado foi, sem dúvida, o desenvolvimento do foguete Saturn V, que ajudou o homem, finalmente, a alcançar a Lua em julho de 1969. Von Braun abriu oficialmente portão para a viagem espacial através de suas invenções inovadoras, assim como a criação de um dos métodos mais destrutivos de guerra conhecidos pela humanidade.

Inovações cinematográficas 

Os Nacional-Socialistas estavam muito interessados ​​em Cinema e Música como técnicas de propaganda e como pilares essenciais para a Cultura. A gravação em fita magnética foi primeiramente conhecida em um discurso feito por Hitler, por Joseph Goebbels e proporcionou diversos métodos mais complicados de se filmar a partir deste.

Por exemplo, "O Triunfo da Vontade", um filme de propaganda, é considerado como uma das peças mais importantes da História cinematográfica. A cineasta Leni Riefenstahl (foto acima) usou a espantosa quantia de trinta câmeras em um filme e mais de cem técnicos para produzir o filme de duas horas. Desde que "O Triunfo da Vontade" tinha um orçamento ilimitado, as mais recentes tecnologias foram usadas. Guindastes e trilhos ferroviários de filmagens foram usados, as técnicas usadas ainda hoje para fazer um bom efeito 'journey'.

Em última instância, os filmes de propaganda estão mortos, mas as técnicas desenvolvidas na época são vistas regularmente nos últimos blockbusters da grande Hollywood.

Contribuições para Moda

O estilo NS dos uniformes era tão ousado quanto seu estilo de governo. Botas com grossas solas de couro, chapéus desabados, sobretudos, casacos de couro e chapéus de pico foram alguns dos lançamentos na moda NS, bem como tons de cores suaves, muitas vezes em cinza, bege e preto.

A organização militar SS Panzer impunha temor em seus adversários, com remendos de forragem preto e casacos de couro que foram posteriormente aprovados por roqueiros americanos. A marca "Dr. Martens" baseou-se nas botas de salto usadas por muitos oficiais da GESTAPO. Olhe ao seu redor, em qualquer visual roqueiro, industrial ou de outra forma grupo 'edgy' e você verá alguns traços da influência da moda NS. O romancista norte-americano Kurt Vonnegut, certa vez, descreveu o estilo como "levemente teatral".

Além disso, o fundador da Adidas, Adolf Dassler (cujo apelido era Adi), era Nacional-Socialista. Ele produziu sapatos para a Wehrmacht durante a guerra, fornecendo ao mesmo tempo para os atletas norte-americanos e alemães durante os Jogos Olímpicos de Berlim. Isto criou fama nacional quando Jesse Owens venceu suas provas correndo nas Olimpíadas de Berlim usando calçados de Adolf Dassler. A Adidas é agora uma empresa multinacional, fornecendo calçados e acessórios esportivos para atletas de todo o mundo.

Seu irmão, Rudolf Dassler, era o NS mais ardente dos dois irmãos e resolveu fundar outra empresa de esportes proficiente: a Puma. Ah, e Hugo Boss era um NS que, a partir de 1934, forneceu uniformes oficiais à SA, SS, Juventude Hitlerista, NSKK e diversas outras organizações Nacional-Socialistas.

Adaptado daqui.

sábado, 17 de dezembro de 2016

Democracia e miscigenação

Amigos e amigas.
Os dois temas do título viraram dogmas na sociedade politicamente correta moderna. Tornaram-se intocáveis, imunes a qualquer crítica, olimpicamente alheias aos problemas que causam. Quem ousa mexer em suas feridas expostas corre sérios riscos, de enxovalhamentos ao degredo. Interessante notar que "ambas as duas" não existem na Natureza pelo simples motivo que nela prevalecem o "Quem pode mais, chora menos!" e a depuração das raças.

Sabemos que nada é mais harmônico e próximo da perfeição que a Mãe Natureza. Nela, nunca se viu, nem se verá, qualquer manada, alcatéia, bando, etc, usando qualquer preceito dessas aberrações que são os sistemas de governo humanos. Nela, vale a capacidade dos melhores de fato na definição de seus líderes. Quem mais se aproxima das leis naturais são os índios (afinal, vivem em total contato com a Mãe Terra). Quanto às relações, elas se restringem a indivíduos da mesma espécie, cada qual com sua raça. As miscigenações, se ocorrerem, são uma raridade absoluta e não prosperam, pois geram seres diferentes que são rejeitados pela seletividade rascante das fêmeas para o acasalamento.

Certamente, vários já começaram a me chamar de adjetivos nada alvissareiros (racista, nazista, talmudista, petista,...), um pária, inimigo da humanidade! Nada mais caquético. Tudo o que faço aqui é análise fria dos fatos. Posso cometer erros de avaliação como qualquer pessoa e estou pronto a mudar de opinião se me provarem por A+B que estou errado em minhas análises. Não prego o niilismo, o isolamento, a segregação, mas os vejo como direitos inatacáveis e aqueles que os desejarem merecem a liberdade de professá-los.

Sobre Democracia, podemos dizer que, teoricamente, seria um modelo de governo correto, no qual a participação popular seria aberta e querida, podendo haver direta decisão do povo na governabilidade. Mas para que ela desse certo, seriam necessárias essencialmente duas coisas: primeiro, um povo culto e consciente, abnegado e opinativo, unido e honesto. E segundo, leis abrangentes, progressistas e justas, criadas por representantes populares qualificados para tal função e obedecidas por todos, sem exceções ou privilégios. Alguém conhece algum país no mundo onde essas duas premissas sejam fatos? Sem elas, conseguem me dizer como se pode viver e progredir dignamente dentro desse arremedo de sistema de governo?

Sobre miscigenação, sempre reiterarei: trata-se de um DIREITO que todos podem utilizar, o mesmo direito que têm todos aqueles que NÃO QUEREM se misturar. Os xiitas politicamente corretos, juntamente com a massa oligofrênica, urram por todos os poros: "Raças não existem! Só existe uma raça: a raça humana!" A estupidez em todos os sentidos é a tônica dessa frase. Vejamos:

- Raças existem, sim, e são 04 biologicamente comprovadas: branca (caucasianos), negra (africanos), amarela (orientais) e vermelha (aborígenes, ameríndios). Cada uma delas é genética, biológica e estruturalmente desigual da outra, inclusive em micro detalhes. Muito além da simplória e burlesca questão de "cor da pele". Uma 5ª raça já poderia ser considerada oficial devido às miscigenações: a parda ou mestiça.

- A expressão "a raça humana" é uma estupidez (ou coisa muito pior) que só tem eco no miolinho de ameba de alienados e congêneres. O que existe é a ESPÉCIE humana, que se divide em sub-espécies, também chamadas de... RAÇAS. Basta saber o básico de Biologia para constatar tal obviedade. Para quem se interessar em conhecer mais sobre isso, falei AQUI.

Pergunto: por que fomentam essa aversão ao termo "raça" apenas com relação ao ser humano? Em todos os outros animais, elas existem e são admiradas e procuradas. Vejam os cães: os 'puros-sangues' são vendidos a peso de ouro enquanto os vira-latas são desprezados. Eu sou inimigo de pet shop e fã incondicional de vira-latas. Vejo-os portadores de uma dignidade e originalidade ímpares! No entanto, o que mais vemos por aí são pessoas à procura de raças caninas puras (nada contra), torcendo o nariz e dando de ombros aos meus queridos vira-latas.

Então, qual seria o problema de existir "pedigree humano", fosse branco, negro, amarelo, vermelho ou, até mesmo (por que não?), mestiço? Isto poderia coexistir tranquilamente com a livre miscigenação. Espaço no mundo é o que não falta; faltam é hombridade e coragem para cada um se orgulhar sem receios daquilo que é e que deseja. Enquanto a maioria das pessoas se mostrar e aceitar ser massa de manobra, marionetes, cobaias, perfeitos "paneleiros", a boiada humana continuará alegremente pastando. 

É neste cenário onde o povinho está quase comatoso, incapaz de fazer "ó com o fiofó", que democracia e miscigenação são imputadas às nações como o que há de mais politicamente correto e inquestionável. Parece até que, para se reverter tal quadro, nada menor que uma guerra civil em cada país surtiria efeito para arrancar a humanidade dos marasmos mental, moral, psicológico e espiritual imputados pelos grandes parasitas.

O "Poder do povo, para o povo e pelo povo", somado à "sólida crença" de que somos todos iguais (somos, sim, mas APENAS em direitos e deveres), fará da humanidade um sopão no caldeirão fervente para o banquete da NOM.
FAB29

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Moro criminoso?

Amigos e amigas.
Seguem abaixo dois artigos sobre o preclaro 'semideus com pés de lodo' Moro. Fatos criminosamente omitidos pela grande podre mídia tupiniquim ao longo dos últimos anos e que está culminando na entrega total do país ao capital apátrida mundial.
"Entretanto, os herdeiros do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes”" Mateus 8:12
FAB29

Resultado de imagem para moro imagens
Ou apenas um bufão?
A maneira como a Lava Jato investiu contra a Petrobras e as empreiteiras, como destruiu sistematicamente a cadeia do petróleo e gás e a indústria naval, parecia, no início, apenas esbirros de um país atrasado, de instituições frágeis, de uma mídia subdesenvolvida, que não conseguiram avaliar a relevância das empresas para a geração de impostos, emprego, tecnologia.

Jogava-se já no golpe do impeachment e todos os prejuízos ao país eram lançados na conta do golpe.

Com o tempo, percebeu-se que havia método no trabalho.

A ida do Procurador Geral da República Rodrigo Janot aos Estados Unidos, no início de fevereiro de 2015, chefiando uma equipe de procuradores, levando informações contra a Petrobras, despertou o primeiro alerta: a cooperação internacional se dava de forma estranha, não seguindo as formalidades.

Como um agente do Estado brasileiro vai aos EUA levando informações contra uma empresa controlada pelo Estado brasileiro?

Nenhum país minimamente consciente de sua soberania permite que suas empresas e cidadãos sejam processados no exterior. No caso brasileiro, não apenas se permitia como se alimentava a Justiça norte-americana.

E, no bojo das operações, o conjunto de ideias econômicas que, no caso brasileiro, foi batizado de “Ponte para o Futuro”: desmonte do Estado social, livre fluxo de capitais, privatização selvagem.

No futuro, assim que se sair do estado de exceção atual, não haverá como não denunciar o Procurador Geral Janot, o juiz Moro e os procuradores da Lava Jato por crime contra o país. E, aí, haverá ampla documentação devidamente registrada e que possivelmente será requisitada pelo primeiro governo democrático brasileiro, pós-golpe, junto à cooperação internacional.
Extraído DAQUI.

Imagem relacionada
"Apenas cumprindo minhas ordens!"
O juiz Sérgio Moro foi alvo de protestos durante palestra nesta sexta-feira (9/12) em Heidelberg, na Alemanha. Um grupo de cerca de 30 juristas e acadêmicos enviou uma carta à Universidade de Heidelberg argumentando que Moro não tem credibilidade para discursar sobre combate à corrupção no Brasil, por ser "parcial" em favor de partidos como PSDB e PMDB.
"O juiz federal Sergio Moro incorreu em posturas as quais foram determinantes para o clima político de derrubada de um governo legítimo servindo, desta forma, aos piores interesses antidemocráticos", diz o texto, em referência ao vazamento de uma escuta telefônica entre a então presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no período de crise pré-impeachment.
Na plateia, brasileiros levantaram cartazes com dizeres "Moro na cadeia" e "parcialidade fere a democracia". Ele chegou a ser chamado de juiz do PSDB e da Globo. Outros gritavam "Moro, meu herói". Os grupos trocaram insultos.
Perguntado por uma pessoa na plateia por que divulgou os áudios de escutas telefônicas de Dilma, Moro afirmou que as pessoas têm o direito de saber o que seus governantes fazem. "É estranho que numa democracia as pessoas reclamem de uma revelação como essa. Desde o início das investigações decidimos que não iríamos esconder nenhuma informação do público", declarou ao ressaltar que a atitude "não foi uma exceção à regra".
Questionado pela DW Brasil sobre a criticada foto em que aparece rindo ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-MG) durante a premiação "Brasileiros do Ano de 2016", da revista "IstoÉ", Moro afirmou que o político não está sob sua jurisdição. "Foi um evento público, e o senador não está sob investigação da Justiça Federal de Curitiba. Foi uma foto infeliz, mas não há nenhum caso envolvendo ele", disse.
Aécio Neves é um dos políticos mais citados nas recentes delações de executivos da Odebrecht e de funcionários da Andrade Gutierrez.
O juiz disse discordar "totalmente" das críticas de que o processo legal não tem sido cumprido na Lava Jato. "A operação não é uma bruxa caçadora", justificou ao dizer que não "joga com a política". "Nenhuma prisão aconteceu com base em opiniões políticas, mas em evidências de que crimes foram cometidos." [Pura hipocrisia! Ver AQUI]
Para Moro, a Lava Jato dá ao Brasil a oportunidade de superar a "prática vergonhosa" de pagamento de propinas. "Há uma profunda erosão na confiança na democracia", afirmou. "A Lava Jato revela que muito pode ser feito para combater a corrupção sistêmica."
Extraído DAQUI.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Cada um na sua!

Amigos e amigas.
Li um artigo do sr. Sidney Silveira, do blog Contra Impugnantes, chamado "Amanhã vai ser outro dia..." que me causou certa espécie. Nele, seu autor conta que, numa conversa de botequim há muitos anos, ele arrumou uma pequena celeuma ao não apenas discordar, mas até 'PROVAR' que Chico Buarque não é um gênio. Vejam este trecho:

"Mas “gênio” era adjetivo a ser usado com parcimônia, pois a humanidade não os produz aos montes, e geralmente se trata de homens realizadores de feitos extraordinários. Citei então alguns gênios da filosofia, da literatura, da ciência, da pintura, da oratória, da escultura e da música, e quase levei com o pandeiro na cabeça.

No decorrer da conversa, mostrei conhecer melhor as músicas do referido compositor que o meu etílico conversador de botequim — e apontei como o popularesco delas esbarrava não raro em erros de português e de estilo, como também imprecisão no uso das vozes verbais e mistura das pessoas gramaticais em versos de uma mesma composição. Afirmei isto sem deixar de reconhecer-lhe o engenho nas rimas e o artesanato na escolha das palavras, sobretudo em suas músicas mais antigas, nas quais há metáforas bem urdidas e agradável melodia e harmonia, porém reafirmei que isso era pouco para alguém ser considerado gênio."

Resultado de imagem para chico buarque caricatura
Um "bate-e-assopra" digno de diletantes que adoram contestar por contestar, bem ao estilo "Hay gobierno? Soy contra!!"

Vejamos: qualquer pessoa minimamente racional ou imparcial jamais misturaria ou compararia a genial obra de Chico às obras de gênios universais da Música (Beethoven, Villa Lobos), da Poesia (Pessoa, Drummond) ou da Literatura (Guimarães Rosa, Dostoiévski). Chico (eu, também) é admirador e servo dessas sumidades que marcaram a História da Humanidade. Cônscio disso e de seus limites, além de ter a simples intenção de fazer MPB de qualidade, ele procura assimilar tudo o que lê, filtrando, processando e produzindo obras para a população em geral, acessíveis à cognição coletiva, simples sem ser simplório.

As "falhas" a que o douto articulista se refere (a maioria, eu desconheço. Bom não ser um gênio!) são de plena consciência do Chico, não tenho dúvidas. Exemplo de "mistura de pessoas gramaticais em versos de uma mesma composição" é visto em "Quem te viu, Quem te vê". A letra é em primeira pessoa ("Você era a mais bonita...") e APENAS na frase do título é que está na segunda pessoa. Afinal, é uma frase popular, disseminada, totalmente informal, usada por todos dessa maneira. Chico demostraria um pedantismo intolerável se construísse a letra na pessoa da frase ("Tu eras a mais bonita...") ou cometeria um crime ao folclore literário se alterasse a frase só para se adequar à sua letra ("Quem lhe viu, Quem lhe vê"). UUUGH!!! Perdão pelo chute gramatical! Doeu até em mim!

Em outra canção ("Até o fim"), Chico usou um termo (quase um neologismo?) para manter a métrica e a sonoridade da canção: "Eu já nem lembro pronde mesmo que vou". Esta aglutinação, além de bela, é plenamente saudável na língua informal, totalmente acessível a qualquer pessoa e não deveria ofender ouvidinhos sensíveis como os do articulista acima ou de analistas gramaticais.

Logo se vê que Chico não se arvora em ser classificado como um gênio, uma sumidade, uma unanimidade, tanto quanto eu também não desejo que todos concordem com minhas opiniões e observações. Ele apenas e tão somente produz música POPULAR brasileira de alta qualidade, muito acima da média, com laivos de originalidade, engenhosidade e primorosidade que bem poucos conseguem, nunca permitindo que seja algo tão complexo que fique relegado a uma casta de privilegiados intelectuais. Gostar é outro assunto. Dificilmente sua obra agrada a metaleiros, funkeiros, "axézeiros" ou a outros dessa trupe. Mas as de Beethoven, Pessoa e Guimarães Rosa também não. Cada coisa é uma coisa! Cada coisa em seu lugar!

Resumindo: o "etílico conversador de botequim" estava certo: Chico é, sim, um gênio POPULAR. No que tange à obra que se presta a fazer, a quem deseja alcançar e a capacidade e universalidade que demonstra para conseguir seu intento, ele cumpre os parâmetros de sobejo! É "muito pouco" para se comparar aos verdadeiros e incontestáveis gênios citados e outros? Concordo! Mas é suficiente para colocá-lo em total e absoluto destaque no panteão da MPB? Sem a mínima dúvida! Neste ponto, ele é genial!

E não é preciso ser um gênio para se constatar tal obviedade.
FAB29

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

"I pur si muove"?!

Amigos e amigas.
A célebre frase de Galileu ("Mas, ela se move!") nunca foi tão contestada como hoje. É que os teóricos heliocentristas dão toda a margem para serem questionados, bem ao estilo da frase de Alexander Pope: "Pobre de quem diz uma mentira, pois precisará de outras vinte para sustentar a primeira".

A Astronomia contemporânea (toda baseada no Heliocentristo) afirma categoricamente (já um dogma!) que a Terra e todo o universo está em movimento, em expansão. Oficialmente, é assim:

- A Terra gira em torno de seu eixo a 1.600 km/h;
- A Terra gira em torno do Sol a 107.000 km/h;
- O Sol e seu sistema gira pela Via Láctea a 792.000 km/h;
- A Via Láctea gira pelo sistema de galáxias a que pertence a 965.000 km/h;
- Esse sistema de galáxias se move a 2.160.000 km/h pelo espaço.

Vejam abaixo um vídeo sobre como "funcionariam' esses movimentos na "Teoria do Vortex". É o primeiro dos vinte interessantes pontos do vídeo:


Infinitas contestações como essas quase me fazem chegar a crer que a Terra não passa de um laboratório, uma Coluna de Winogradsky ou uma Placa de Petri, e a humanidade não passa de "cobaia dos deuses". Terrificante!
FAB29